Reforma De Sítio E Apartamento Eram Propinas A Lula, Diz Palocci

Durante o tempo que era só o economista José Eduardo Roselino a trabalhar em casa, estava tudo bem. Contudo tão logo sua mulher, a artesã Ana Matusita, do web site Ana Sinhana, tomou o mesmo rumo, eles perceberam que o home office era baixo pra dois. 25 Ambientes, Dicas E Imagens , depois de dezesseis anos vivendo por este endereço em Campinas, SP, o casal empreendeu a reforma que fechou a varanda (20 m²) da frente, de forma que metade nesse espaço pudesse ser usado como escritório.

Advertisement

A obra trouxe a chance de reformular a fachada, que deixou de ser de madeira para adotar tijolinhos à visibilidade. “Fizemos tudo com carinho, colocando a mão pela massa de verdade”, diz a criança. Removeu-se a parede da entrada, todavia tuas colunas de imbuia permaneceram e foram reforçadas com sapatas isoladas de concreto.

Assim, a estrutura se tornou mais robusta. Ana concretizou um sonho antigo: mandou erguer a nova fachada com tijolos aparentes, protegidos por resina0 fosca. Instalada no vão central entre os pilares, a porta imediatamente é ladeada por duas - e não mais uma - janelas. Da linha das esquadrias até o telhado, a superfície de vidro oito mm, totalizando 6,50 m de largura, torna o visual mais leve e capta luz pro interior.

Advertisement
  • Pela porta
  • 22ª Edição CasaCor 2018
  • 29 - Destinos Nacionais
  • E os instrumentos certos bem como
  • Mantenha o modo firme
  • 07-ideias-fácil-para-tornar-sua-casa-mais-aconchegante zoom_out_map

Os caixilhos que sustentam as placas são de imbuia, madeira reaproveitada da demolição - um jeito de economizar e cuidar da meio ambiente. Aprenda A Decorar O Quarto Como Um Hotel De Luxo pilares, como este os caixilhos fixos, o arremate do beiral e os portões, receberam esmalte sintético vermelho. O jardim não foi esquecido e encheu-se de ixoras, eugênias, roseiras, gerânios e buxinhos plantados por Ana, a jardineira oficial da casa. Dois portões de ferro e um muro que parece uma renda de tijolos realizam a separação pra calçada. 1 300. Equipe de João Francisco. 750). Serralheria Artística Paraná. Mão de obra: demolição, efetivação de sapatas e construção. Equipamentos: cacos de pedra, base de cimento queimado, ladrilhos hidráulicos e iluminação.

Advertisement

Desta maneira, os pisos foram executados em réguas maciças de cumaru e as persianas automatizadas assim como são de madeira. Reforma E Contra Reforma respeito da mesa de jantar, destaca-se o pendente escultórico Danese Milano, fornecido na É Iluminação. Junto ao estar, a sala de jantar está bem próxima à cozinha e dá um modo prático de ganhar os amigos com tudo à mão. Obras E Reformas Em Campinas é iluminada pelo pendente Reka. O pé-justo de 3 metros - que só mesmo os prédios antigos têm - permitiu a instalação de uma prateleira alta, onde os moradores guardam os livros já lidos.

O desenho dos interiores para o Apartamento Maranhão, reformado por Flavio Castro, prestigia linhas horizontais que unem os ambientes de jantar e estar à cozinha. As prateleiras executadas em concreto, pra instrumentos de design, têm sequência na bancada em granito branco marfim, sustentado na marcenaria pintada em três tons de azul, que se desenvolvem através da cor da geladeira retrô (Adélia Works). Pela sintonia com o tecnocimento, o teto da cozinha teve o forro removido, o que deixou aparente a laje nervurada em concreto. As paredes ganharam prateleiras altas para acomodar garrafas e objetos e a mesa executada pela HDS Marcenaria em freijó tem gaveteiros práticos e espaço pro encaixe das cadeiras.

Advertisement

O forro original da sala de jantar, voltada pra piscina, se estende pela varanda, do mesmo modo as vigas, que ultrapassam os limites da casa e chegam ao jardim. O piso dos interiores e do alpendre ajuda pela integração entre os ambientes sociais e da piscina. O mobiliário não é mais o utilizado nos anos 1950, no momento em que a Casa Schulthess foi projetada por Richard Neutra para um casal com 3 filhos em Havana, Cuba. Separados somente pelos panos de vidro, interior e exterior se fundem na Moradia das Pérgolas, projetada pelo escritório FGMF Arquitetos.

Concreto aparente, pintura azul intensa e um grande espelho cobrem as paredes da sala de jantar da Quitinete do Profissional Urbano, assinada por Túlio Gomes e Luiz Cruvinel. A mesa com infraestrutura em madeira e tampo em laca radiante amarela foi combinada às cadeiras com assento e encosto de palhinha.

Share This Story

Get our newsletter